quarta-feira, 9 de agosto de 2006

Numa esquina

Reencontrar velhos amigos é sempre muito bom, se o acaso os trouxer então melhor o é. De preferência com uma bela esbarrada na esquina.
Aconteceu comigo hoje. Lembrei de Sinal Fechado: "Olá, como vai? Eu vou indo e você, tudo bem? Tudo bem eu vou indo correndo pegar meu lugar no futuro, e você?...", do Paulinho da Viola.
As primeiras falas de um reencontro se parecem mais com as de duas pessoas que estão se conhecendo. Aos poucos a velha intimidade vai voltando para o seu lugar. Devagar, bem devagar... É como descobrir o outro de novo. Aquela pessoa com a qual você convivia, trocava confidências, batia aquele papo de todo dia, desaprendeu sobre você e você sobre ela. E essa redescoberta é muito prazerosa. O sorriso brota fácil no rosto... os pensamentos vêm em turbilhão!
"Como ela está madura!"
"Falávamos dos namoros da turma de colégio, e agora estamos discutindo sobre o mercado de trabalho..."
"Ela parece cansada, seu dia não deve ter sido fácil. Eu cá também me sinto um lixo, louco por uma cama! Aliás, minha aparência não deve estar lá essas coisas para quem me viu tão moleque..."
"Mas não trocaria, nunca trocaria estes raros momentos, em que regamos a árvore de nossas amizades, por uma noite de sono, nem pela melhor delas!"
Amigos... Vivam por aí. Viajem, aprendam, cresçam, mas voltem. Voltem sempre.

7 comentários:

Fâ disse...

até me emocionei...

Lara disse...

muito bom, Negão! Adorei!!! Saudade de te encontrar, mesmo que num esbarrão numa dessas esquinas... um beijo grande

Anônimo disse...

bahhhhh
to com ciumes!!
hahah
bjao amor
te amo mto, e jah to morreeeendo de saudades d ti!
bjao

Anônimo disse...

ahh fui eu!!
hehhehe Raíza

Anônimo disse...

EU TÔ VOLTaNDOOOOOO semana que vem !!!Abraço nego preto sujo

Anônimo disse...

ô mentiroso duma figa: "Mas não trocaria, nunca trocaria estes raros momentos, em que regamos a árvore de nossas amizades, por uma noite de sono"... Foste dormir em vez de se despedir de mim e ainda queria que eu fosse no teu trabalho... negão bicha!! Katinha arrasada

Anônimo disse...

A saudade eh sempre muito grande, aom certeza a volta eh certa!!
MAis uma vez, muito massa!
bj