domingo, 17 de agosto de 2008

Caymmi

"É quando o cansaço da lida da vida
Obriga João se sentar
É quando a morena se encolhe
Se chega pro lado querendo agradar
Se a noite é de lua
A vontade é contar mentira
É se espreguiçar
Deitar na areia da praia
Que acaba onde a vista não pode alcançar
E assim adormece esse homem
Que nunca precisa dormir pra sonhar
Porque não há sonho mais lindo do que sua terra."

Trecho de João Valentão


Achei pouco.
O que fizeram até agora. Desde ontem, quando acordamos com essa notícia triste.
Nestes tempos de pop-ups que se abrem a cada minuto com uma nova informação, tudo vira efêmero.
Esqueceram do tamanho do Dorival. Um daqueles. Na hierarquia da boa música no céu, vai ficar ali ao lado do Vinicius, do Tom... Ninguém acima. Ê, turma boa!

Dorival é simples. Não fácil.
E é único.

Maricotinha - Dorival Caymmi e Chico Buarque



2 comentários:

Kel disse...

Adorei.
belo texto.

Otto disse...

90 e poucos e pouco mais de 100 músicas compostas...esse viveu bem!! Grande Dori!!