sábado, 25 de novembro de 2006

Françoise Hardy et Michel Delpech - L'amitié

Na linha de "Eu queria ser Paul Renault e postar coisas em francês e todos pensarem que sou francês por causa do meu apelido", aqui vai uma música linda cuja letra eu já tinha pensado em postar em outros tempos, mas agora eu aprendi a postar vídeos!!

Dedico aos amigos, os que entram aqui e comentam, os que entram aqui e não comentam e os que nem sabem que eu tenho um blog, mas que são indispensáveis na minha vida. Quando ouço este som, lembro deles.

A amizade

Muitos de meus amigos vieram das nuvens
Com o sol e a chuva como bagagem
Fizeram a estação da amizade sincera
A mais bela das quatro estações da terra

Têm a doçura das mais belas paisagens
E a fidelidade dos pássaros migradores
E em seu coração está gravada uma ternura infinita
Mas, às vezes, uma tristeza aparece em seus olhos

Então, vêm se aquecer comigo
e você também virá

Poderá retornar às nuvens
E sorrir de novo a outros rostos
Distribuir à sua volta um pouco da sua ternura
Quando alguém quiser esconder sua tristeza

Como não sabemos o que a vida nos dá
Talvez eu não seja mais ninguém
Se me resta um amigo que realmente me compreenda
Me esquecerei das lágrimas e penas

Então, talvez eu vá até você aquecer
Meu coração com sua chama

2 comentários:

Paul disse...

"os que nem sabem que eu tenho um blog, mas que são indispensáveis na minha vida."

Os que não sabem que eu tenho um blog eu já dispensei. Se os amigos não lerem, quem vai ler aquela bagaça?? A família eu ainda perdoei, eles já me aturam há tempo demais mesmo...
Quanto ao vídeo, chega a ser BREGA de tão lindo, ou LINDO de tão brega (isso me remete à uma crônica do LFV que não lembro agora, depois eu acho), valeu pelas carinhosas e sinceras palavras. E valeu por me deixar tomando cerveja na rodoviaria sozinho em plena madrugada de segunda feira. Mas acho que ao menos consegui uma vaga de taxista...

Jônatas da Costa disse...

cerveja no domingo à meia noite! esse é o velho Paul!